Pré-vendas de Setembro/2018 – Literatura Fantástica

O Rede de Leitores volta a apresentar o resumo dos lançamentos de literatura fantástica em pré-venda em setembro de 2018.

Esse mês, particularmente, está recheado de opções para todos os tipos de leitores do fantástico.

Uma Coisa Absolutamente Fantástica, de Hank Green

8Em seu aguardado livro de estreia, Hank Green traz a história original e envolvente de uma jovem que se torna uma celebridade sem querer — mas logo se vê no centro de um mistério muito maior do que poderia imaginar.

Enquanto volta para casa depois de trabalhar até de madrugada, a jovem April May esbarra numa escultura gigante. Impressionada com sua aparência — uma espécie de robô de três metros de altura —, April chama seu amigo Andy para gravar um vídeo sobre a aparição e postar no YouTube. No dia seguinte, a garota acorda e descobre que há esculturas idênticas em dezenas de cidades pelo mundo, sem que ninguém saiba como foram parar lá. Por ter sido o primeiro registro, o vídeo de April viraliza e ela se vê sob os holofotes da mídia mundial.

Agora, April terá de lidar com os impactos da fama em seus relacionamentos, em sua segurança, e em sua própria identidade. Tudo isso enquanto tenta descobrir o que são essas esculturas — e o que querem de nós.

Divertida e envolvente, essa história trata de temas muito relevantes nos dias atuais: como lidamos com o medo e o desconhecido e, principalmente, como as redes sociais estão mudando conceitos como fama, retórica e radicalização.

Drácula, de Bram Stoker

    medo1medo1.1

A obra atemporal de Bram Stoker narra, por meio de fragmentos de cartas, diários e notícias de jornal, a história de humanos lutando para sobreviver às investidas do vampiro Drácula. O grupo formado por Jonathan Harker, Mina Harker, dr. Van Helsing e dr. Seward tenta impedir que a vil criatura se alimente de sangue humano na Londres da época vitoriana, no final do século XIX. Um clássico absoluto do terror, Bram Stoker define em Drácula a forma como nós entendemos e pensamos os vampiros atualmente. Mais que isso, ele traz esse monstro para o centro do palco da cultura pop do nosso século e eterniza o vilão de modos refinados e comportamento sanguinário.

Uma obra tão grandiosa quanto essa será publicada em duas versões, para nenhum vampiro colocar defeito: First Edition, com a icônica capa amarela da primeira publicação, em 1897, uma edição inédita no mercado brasileiro que eterniza o brilho e o encanto do sol, algo inalcançável diante de toda a dor da eternidade; e a Dark Edition, dedicada aos leitores trevosos de coração sombrio.

Para fazer os pelos dos leitores se arrepiarem, Marcia Heloisa assina a tradução e introdução de Drácula. E como sangue tem poder, o descendente direto do autor, Dacre Stoker, escreve a preciosa apresentação desta edição. Carlos Primati e Marcia Heloisa dão suas contribuições para a perpétua criatura. O leitor encontra textos de apoio que contam as relações entre a verdadeira Transilvânia e a aquela eternizada no livro, bem como a influência dos vampiros na cultura pop mundial. E como a DarkSide Books sabe o que faz o coração dos vivos leitores da editora bater mais forte, apresenta também o conto “O Hóspede de Drácula”, que fazia parte do texto de Stoker, mas foi retirado da primeira publicação. Todo esse conteúdo, planejado especialmente para os darksiders que sabem que existe uma razão para as coisas serem como são, é ornamentado com as belas e poderosas imagens de Samuel Casal, premiado quadrinista e ilustrador brasileiro, que fez uma releitura apaixonante de personagens imortais.

Conan, o Bárbaro: Livro 2, de Robert E. Howard

7O Pipoca & Nanquim tem orgulho de apresentar o segundo volume de uma das maiores sagas épicas de toda a história da literatura. Conan, o Bárbaro, é a obra máxima do escritor Robert E. Howard, um dos mais celebrados romancistas de sua geração, criador do subgênero Espada & Feitiçaria, e principal inspiração para autores de renome indiscutível como George R. R. Martin e Michael Moorcock.

O Livro 2 da trilogia continua seguindo a ordem original de publicação das histórias do cimério, com capa ilustrada pelo mestre Frank Frazetta e ilustrações de artistas consagrados como Mark Schultz e Gary Gianni, galeria de capas originais e extras com contos inéditos.

A Cidade de Bronze, de S. A. Chakraborty

15Nahri nunca acreditou em magia. Golpista de talento inigualável, sabe que a leitura de mãos, zars e curas são apenas truques, habilidades aprendidas para entreter nobres Otomanos e sobreviver nas ruas do Cairo. Mas quando acidentalmente convoca Dara, um poderoso guerreiro djinn, durante um de seus esquemas, precisa lidar com um mundo mágico que acreditava existir apenas em histórias: para além das areias quentes e rios repletos de criaturas de fogo e água, de ruínas de uma magnífica civilização e de montanhas onde os falcões não são o que parecem, esconde-se a lendária Cidade de Bronze, à qual Nahri está misteriosamente ligada. Atrás de seus muros imponentes e dos seis portões das tribos djinns, fervilham ressentimentos antigos.

E quando Nahri decide adentrar este mundo, sua chegada ameaça recomeçar uma antiga guerra. Ignorando advertências sobre pessoas traiçoeiras que a cercam, Nahri embarca em uma amizade hesitante com Alizayd, um príncipe idealista que sonha em revolucionar o regime corrupto de seu pai. Cedo demais, ela aprende que o verdadeiro poder é feroz e brutal, que nem a magia poderá protegê-la da perigosa teia de intrigas da corte e que mesmo os esquemas mais inteligentes podem ter consequências mortais.

Edgar Allan Poe: Medo Clássico Vol. 2

3Edgar Allan Poe: Medo Clássico Vol. 2 mostra toda a força das palavras do mestre em doze obras-primas de ficção, como “William Wilson”, “O Homem da Multidão”, “O Demônio da Perversidade”, “Uma Descida ao Maelström”, “A Verdade Sobre o Caso do sr. Valdemar” e “Lenore”. Um capítulo extra apresenta cartas pessoais do autor. Uma rara oportunidade para o leitor conhecer o homem por trás da obra. Repleta de mistérios e cantos obscuros, a vida pessoal de Poe foi tão intrigante quanto suas narrativas mais fantásticas.

As Sereias de Titã, de Kurt Vonnegut

5Quando Malachi Constant, um irreparável milionário fanfarrão, recebe a profecia de que viajará pelo espaço e terá um filho com uma parceira inusitada, sua reação se divide entre o encanto e a incredulidade. Nem mesmo esse aviso poderia prepará-lo para o seu destino, que envolve lavagem cerebral, um exército marciano, uma amizade com fim trágico e estranhas criaturas de Mercúrio.

As Sereias de Titã é uma divertida e ultrajante história sobre livre arbítrio e moralidade. Com seu humor sarcástico e agridoce, a força narrativa inconfundível de Vonnegut guia o leitor pelas bizarras desventuras de um homem pelo espaço, ao mesmo tempo em que fala sobre militarismo, religião e o propósito da vida humana.

Espere Agora Pelo Ano Passado, de Philip K. Dick

9Uma obra brilhante de um dos maiores nomes da ficção científica.

O dr. Eric Sweetscent está em apuros. Seu planeta está enredado em uma guerra intergaláctica; sua esposa é letalmente viciada em uma poderosa droga com efeitos colaterais estranhos; e seu novo paciente não é apenas o homem mais importante da Terra, como talvez o mais doente. Em meio a uma crise interplanetária, onde nada é exatamente o que parece, Eric se torna o médico pessoal do secretário-geral Gino Molinari, que transformou suas misteriosas doenças em um instrumento político — e Eric já não sabe se seu trabalho é curá-lo ou apenas mantê-lo vivo.

Navegando entre o impossível e o inevitável, Philip K. Dick nos apresenta um futuro onde a realidade é uma superfície terrivelmente tênue, multifacetada — e faz com que o leitor repense tudo o que sabe sobre o tempo.

Star Wars: Fim do Império, de Chuck Wendig

6A Batalha de Endor destruiu o Império, espalhando pela galáxia suas forças remanescentes. Mas os meses após a vitória da Rebelião não têm sido fáceis. A Nova República sofreu um ataque devastador dos vestígios do Império, forçando a recém-formada democracia a intensificar sua caçada pelo inimigo escondido. Agora, as frotas imperiais orbitam o árido planeta Jakku, enquanto caças da República se aproximam para a batalha final. Norra Wexley e sua equipe se envolvem em uma luta apocalíptica que promete devastar céu e terra. O futuro da galáxia finalmente será decidido.

O Príncipe Cruel, de Holly Black

1Primeiro livro da mais nova série de Holly Black. Conheça a impressionante história de uma garota mortal aprisionada em uma teia de intrigas reais.

Jude tinha 7 anos quando seus pais foram assassinados e foi forçada a viver no Reino das Fadas. Dez anos depois, tudo o que ela quer é ser como eles – lindos e imortais – e realmente pertencer ao Reino das Fadas, apesar de sua mortalidade. Mas muitos do povo das Fadas desprezam os humanos. Especialmente o Príncipe Cardan, o filho mais jovem, mais bonito e mais cruel do Grande Rei. Para ganhar um lugar na Alta Corte, ela deve desafiá-lo… e enfrentar as consequências.

Envolvida em intrigas e traições do palácio, Jude descobre sua própria capacidade para truques e derramamento de sangue. Mas, com a ameaça de uma guerra civil e o Reino das Fadas por um fio, Jude precisará arriscar sua vida em uma perigosa aliança para salvar suas irmãs, e o próprio Reino.

Com personagens únicos, reviravoltas inesperadas, e uma traição de tirar o fôlego, este livro vai deixar o leitor querendo mergulhar de cabeça na continuação deste universo.

A Missão Traiçoeira, de Erin Beaty

10Sage Fowler abandona seu posto como aprendiz de casamenteira e se envolve em uma nova missão secreta ao lado do capitão Alex Quinn no segundo volume da série O Beijo Traiçoeiro.

Depois de se provar uma espiã habilidosa e uma casamenteira estrategista, Sage Fowler passou a ocupar uma posição confortável na alta sociedade, dando aulas para as princesas do reino de Demora. Quando surge a oportunidade de participar de uma nova missão secreta, porém, Sage quer aproveitar a chance para servir ao seu reino mais uma vez — e ficar mais próxima de seu noivo, o capitão Alexander Quinn.

Alex não fica nada feliz com a ideia, já que está determinado a proteger a namorada de qualquer perigo. A insistência de Sage em fazer parte da missão faz com que eles se desentendam cada vez mais e, quando um conflito com um reino vizinho resulta em uma tragédia, os dois acabam separados. Para completar a missão de Alex — e a sua própria — Sage precisará contar com a ajuda de aliados inesperados para sobreviver em um território inimigo e salvar o reino de Demora mais uma vez.

13 Dias de Meia-Noite, de Leo Hunt

13Quando o pai de Luke Manchett, que nunca tivera muito contato com o filho, morre inesperadamente, o garoto fica com uma herança sombria: uma Legião de espíritos únicos, poderosos e implacáveis. Infelizmente, Luke não tem ideia de como lidar com eles.

O Dia das Bruxas, data em que os fantasmas atingem o pico de poder, está chegando rápido e Luke sabe que sua Legião está planejando alguma coisa terrível. Com a ajuda da esquisitona da escola, Elza Moss, que também vê e sabe um pouco sobre fantasmas, Luke tem apenas treze dias para desvendar os segredos da magia negra e enviar os espíritos inquietos para o sono eterno.

E se você achou que isso seria fácil, está redondamente enganado.

O Quebra-Nozes, de Alexandre Dumas & E.T.A. Hoffmann

11É véspera de Natal. Marie se encanta; dentre todos os presentes; por um quebra-nozes em formato de boneco. Ela acomoda o novo amigo no armário de brinquedos – mas; à meia-noite; ouve estranhos ruídos. Aterrorizada; vê seu padrinho; o inventor Drosselmeier; sinistramente acocorado sobre o relógio de parede; e um exército de camundongos invadindo a sala; comandado por um rei de sete cabeças. Contra eles; os brinquedos saem do armário e põem-se em formação. Têm uma grande batalha pela frente; sob as ordens do Quebra-Nozes. Entre o sonho e a realidade; Marie viverá histórias maravilhosas e estranhas; de reinos; feitiços e delícias. Histórias em que o inusitado padrinho tem um papel especial; e nas quais só pode embarcar quem tem os olhos e o coração preparados. Você tem?

Esta edição inclui as duas variantes da história: a versão original de E.T.A. Hoffmann e a clássica de Alexandre Dumas – que popularizou a história e inspirou o famoso balé de Tchaikovsky –; com tradução de André Telles (do francês) e Luís S. Krausz (do alemão). Traz ainda apresentação da pesquisadora e especialista em contos de fadas Priscila Mana Vaz e mais de 200 ilustrações de época. A versão impressa apresenta capa dura e o acabamento de luxo característico da coleção Clássicos Zahar.

A Revolução dos Bichos HQ, de George Orwell & Ordyr

16Clássico moderno, A revolução dos bichos ganha vida e movimento no traço do gaúcho Odyr. Ao narrar a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos, a obra mostra como o conflito os leva a uma tirania ainda mais opressiva que a dos humanos.

Em tinta acrílica, fazendo com que cada página se tornasse uma verdadeira obra de arte, Odyr deu forma à narrativa de George Orwell — e a personagens antológicos como os porcos Napoleão e Bola de Neve.

Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945, essa breve narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista.  Mas não só. Mais de sessenta anos depois, A revolução dos bichos se tornou uma alegoria universal sobre as fraquezas humanas que levam à corrosão de grandes ideias e projetos de revolução política.

O Anel do Nibelungo, de P. Craig Russell

17O Anel do Nibelungo, série ganhadora do Prêmio Eisner, compilada pela Editora Pipoca & Nanquim em um único volume, apresenta uma das maiores narrativas da civilização ocidental e, agora, um dos épicos mais explosivos da história dos quadrinhos!

Gigantes tramam contra deuses que, por sua vez, destroem romances humanos, enquanto a vida de grandes guerreiros é arruinada, e assassinatos após assassinatos são cometidos em nome do amor e do ouro. Cobiça, traições e disputas colidem num mundo onde deuses e homens caminham lado a lado. Este ponto alto da longeva e distintiva carreira de P. Craig Russell inclui artes de bastidores, notas da adaptação feitas pelo artista e esboços nunca vistos. É o épico definitivo exatamente como deve ser lido.

A Promessa, de Giovanni Abraão

12Dois anos após uma era glacial congelar o mundo inteiro, a antiga civilização não existe mais. Pessoas morreram de frio e fome. Os governos caíram e agora as regiões são controladas por milícias. O caos reina, e os poucos sobreviventes que restaram tentam se manter vivos em pequenas comunidades. Determinado a cometer suicídio, um dos sobreviventes encontra uma mulher baleada, que, antes de morrer, o faz prometer cuidar de sua filha. Preso à sua promessa, o sobrevivente parte para uma jornada em busca de um local seguro para a criança. Sem querer criar laços, e ainda possuindo o desejo de tirar sua própria vida, até onde o contato com essa garotinha poderá mudar o rumo de sua vida?

Pancadaria, de Reed Tucker

14Antes mesmo de os super-heróis se digladiarem nas páginas das histórias em quadrinhos, as duas maiores editoras que as publicam – as americanas Marvel e DC – estão trocando socos para decidir quem é a melhor. Elas são detentoras das propriedades dos personagens mais icônicos da cultura pop. A DC Comics tem em suas mãos o Super-Homem, o Batman e a Mulher Maravilha, para citar apenas três dos mais conhecidos personagens. A Marvel não fica atrás e publica as aventuras do Capitão América, Homem-Aranha, Vingadores e X-Men, entre outros de um rico universo de mitos pop.

Há mais de cinco décadas, Marvel e DC travam uma batalha épica pela supremacia de seus heróis de collant. E o que está em jogo nessa disputa não são apenas as vendas, mas a relevância cultural e os corações de milhões de fãs. Pancadaria – Por dentro do épico conflito Marvel VS DC, do jornalista norte-americano Reed Tucker, revela como essa rivalidade começou e não para de crescer, dividindo os fãs de super-heróis em duas tribos. Afinal, quem é melhor: Super Homem ou Thor? Liga da Justiça ou Vingadores? Batman ou Capitão América?

Drácula, de Roy Thomas & Mike Mignola

19No início dos anos 1990, a aclamada releitura cinematográfica de Francis Ford Coppola para o clássico Drácula de Bram Stoker também foi levada aos quadrinhos. Reinterpretado pelo veterano roteirista Roy Thomas e pela então estrela em ascensão Mike Mignola, Drácula foi recebido com entusiasmo pelos fãs em seu lançamento.

Mesmo fora de catálogo nos Estados Unidos por 20 anos, a cultuada obra continuou a crescer em reputação e status. Agora, esta edição apresenta sua versão original em preto e branco, oferecendo uma visão única da arte de Mignola e seus característicos jogos de luz e sombra tão marcantes e sofisticados, que ilustram com maestria a lenda do mais célebre vampiro da história.

Deixe uma resposta