5 livros para quem assistiu O Mecanismo…

lavajato

“O Mecanismo” tem causado alvoroço nas redes sociais, com ameaças de boicotes à Netflix e avaliações negativas, principalmente depois de sofrer pesadas críticas da ex-presidenta Dilma Rousseff. Os detratores da série a acusam de parcialidade e de distorcer os fatos para adapta-los a uma narrativa que convenha aos interesses daqueles que permanecem impunes em meio à maior investigação de corrupção que o país já viu. No entanto, é inegável que “O Mecanismo” foi o grande assunto das duas últimas semanas e que assisti-la pode ajudar a situar o espectador em meio ao caos que se instalou no Brasil, mesmo com todas as licenças poéticas adotadas pelo diretor José Padilha.

Para dar ainda mais contexto para aqueles que acabaram de assistir a série, o Rede de Leitores compilou uma lista com cinco livros que podem ajudar a entender esse período sombrio da política brasileira. Com representantes dos lados direito e esquerdo do espectro político, a lista tenta trazer um panorama completo de tudo que seguiu a prisão do doleiro Alberto Youssef, ou seria Roberto Ibrahim?

Lava Jato, de Vladimir Netto

lavajato1O livro que inspirou o diretor José Padilha a criar “O Mecanismo”.

Em ”Lava Jato – O juiz Sergio Moro e os bastidores da operação que abalou o Brasilo jornalista Vladimir Netto acompanha as investigações desde seu início, em março de 2014, e, como num livro de suspense, vai revelando, pouco a pouco, os principais desdobramentos que expuseram o maior escândalo de corrupção do país.

À medida que a operação avança, vamos descobrindo quem são os personagens-chave desse processo – doleiros, dirigentes da Petrobras, políticos e empreiteiros – e como se articularam para desviar bilhões dos cofres da estatal.

Para traçar o perfil do juiz Sergio Moro, fio condutor desta história, o autor se debruça sobre seu trabalho: o vasto conhecimento técnico, as perguntas meticulosas, as sentenças fundamentadas e a coragem de enfrentar a pressão de advogados de renome.

Repleto de informações de bastidor, ligações perigosas e diálogos de um cinismo impensável, este grande livro-reportagem, com ares de trama policial, é um registro histórico do conturbado período que o Brasil atravessa.

Os bastidores da Operação Lava Jato, a maior investigação de corrupção conduzida até hoje no Brasil.

A Outra História da Lava-Jato, de Paulo Moreira Leite

lavajato2Num relato que combina acontecimentos decisivos a uma análise em profundidade dos interesses envolvidos em cada situação, Paulo Moreira Leite mostra o nascimento de uma articulação subterrânea que, antes dos protestos de junho de 2013, já tinha como objetivo encerrar o ciclo de governos comprometidos com os interesses da maioria dos brasileiros, iniciado com a posse de Lula no Planalto – fosse através das eleições marcadas para o ano seguinte, fosse através de um golpe de Estado.

Encerrada em setembro de 2016, dias depois que o Senado aprovou o impeachment de Dilma Rousseff, a segunda edição de “A outra história da lava-jato” contém um capítulo novo, que narra, em minúcias, a mais grave ruptura institucional ocorrida no país depois do golpe militar de 1964.

Petroladrões, de Ivo Patarra

lavajato3Depois de “O Chefe”, livro-documento que escancara o escândalo do mensalão, o jornalista Ivo Patarra lança “Petroladrões – a história do saque à Petrobras“. Em 560 páginas, o autor relata o dia a dia das investigações que sacudiram o País. Os detalhes da trama. A Operação Lava Jato, as prisões, as delações premiadas. O trabalho do juiz federal Sérgio Moro e do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A contribuição de setores da imprensa nacional para elucidar os meandros do caso. O desespero de políticos, empresários e agentes públicos denunciados no petrolão.

A reportagem-documento descreve aos leitores os diversos crimes praticados por organizações incrustadas no Estado durante os governos Lula e Dilma Rousseff. Em parceria com a Vide Editorial, Ivo Patarra devassa o maior esquema de corrupção política de todos os tempos no Brasil.

À Sombra do Poder, de Rodrigo de Almeida

lavajato4Os bastidores da queda de Dilma Rousseff, de dentro do Palácio da Alvorada.

No dia 12 de maio de 2016, a presidente Dilma Rousseff foi afastada provisoriamente do cargo com a instalação do processo de impeachment que, três meses depois, culminaria com a posse de seu vice, Michel Temer. A agonia do governo foi acompanhada de perto pelos brasileiros que, contra ou a favor da permanência de Dilma no poder, grudaram seus olhos nas telas de TV e páginas de jornal em busca de mais detalhes dos acontecimentos.

Agora, o público terá a chance de conhecer os bastidores de sua queda vistos de dentro do Palácio da Alvorada. Secretário de imprensa da presidente nos últimos nove meses de mandato, o cientista político e jornalista Rodrigo de Almeida acompanhou e trabalhou na administração das crises mais agudas que construíram o calvário presidencial.

À sombra do poder une a força de um relato jornalístico preciso à análise arguta da sequência de problemas externos e internos enfrentados pelo governo para manter-se em pé. Os problemas com o Congresso, a Lava-Jato, o vice-presidente conspirador, o abandono dos partidos da base aliada, a polêmica nomeação de Lula para a Casa Civil, Eduardo Cunha, o distanciamento em relação ao PT e o estado de espírito de Dilma até as últimas horas antes de ser afastada temporariamente fazem parte deste livro imprescindível para quem busca conhecer os detalhes de um episódio fundamental da história política do país.

A Radiografia do Golpe, de Jessé Souza

lavajato5Conheça as redes de interesses e o que fez do golpe de 2016 uma das manobras políticas mais torpes da história do Brasil. Maio de 2016 ficará marcado na história do Brasil como o momento em que a hegemonia política e ideológica iniciada no primeiro governo Lula se viu sitiada por um aparelho jurídico, policial e midiático sem precedentes. O objetivo, entretanto, não era diferente daquele que deu origem a todos os outros golpes cometidos no passado nacional: atender aos interesses políticos e financeiros da elite do dinheiro.

Isso é o que defende o sociólogo Jessé Souza em A radiografia do golpe. Por meio de um exame crítico, ele descreve a trama do golpe e analisa os caminhos tortuosos que trouxeram o país a um cenário de turbulência política e econômica, deixando claros os mecanismos que permitiram às elites manipular a população em benefício próprio.

Deixe uma resposta