10 livros de fantasia nacional – Parte 2

A repercussão da nossa primeira postagem foi muito maior do que esperávamos. Isso só reforça a convicção de que o leitor brasileiro está cada vez mais lendo escritores nacionais. Além disso, mostra que os próprios autores também estão procurando desenvolver o seu talento para apresentar um conteúdo de qualidade cada vez maior. Para celebrar esse momento, resolvemos retornar com mais dez títulos de fantasia nacional indicados por grandes blogs de literatura fantástica. E mais, agora essa postagem será mensal. Então preparem-se para embarcar nessas grandes histórias made in Brazil.

A Face dos Deuses, de Gleyzer Wendrew

nac1

Heros Kinnhäert, rei de Maäen, ainda é atormentado pelos horrores vividos durante a Longa Guerra, e tudo que deseja é descansar em paz, mas ao saber da terrível aliança entre dois grandes senhores, vê-se preso em uma teia de conspirações nunca antes vista, e não medirá esforços para evitar a destruição de seu país…

No Norte, Koran K’Voöhk é um orgulhoso guerreiro que retorna à sua cidade após o exílio que lhe foi imposto ainda garoto e se depara com a mais pura decadência: sua Família está em declínio; seu castelo, abandonado aos ratos; seus inimigos, ainda mais poderosos… Conseguirá ele reerguer o nome de sua família e recuperar o prestígio que ela um dia tivera?

Mentiras, laços frágeis, falsas emoções e adagas traiçoeiras permeiam um mundo cercado de religião, política e deuses misteriosos.

“Um incrível mundo de deuses, guerreiros, intrigas e guerras!

Gleyzer cria um mundo fantástico que nos chama a atenção pela complexidade, intrigas e disputas por poder. Seus personagens cinzas nos cativam com ambições e sacrifícios, manobrando em situações por vezes inóspitas e cruéis. Durante a jornada por estas páginas, trazemos em nós a Face de todos os Deuses criados por ele!” – Diogo Andrade, autor de A Canção dos Shenlongs.

Passagem para a Escuridão, de Danilo Sarcinelli

nac2

Guiados pela crença no deus-sol Ravi, que ajudou a humanidade a derrotar a Legião Negra do demônio Arkmal, a família Dante tornou a Tibéria um reino próspero e pacífico. Ou pelo menos é o que parece na superfície.

Quando o herdeiro ao trono César Dante é exilado após um ato impensável, a corte tiberiana divide-se em facções com planos próprios para o reino. E estão dispostos a tudo para garantir que consigam chegar ao poder.

Às vésperas do aniversário de dezoito anos do príncipe Lúcio Dante, um atentado põe em movimento um plano que mudará a Tibéria e os reinos vizinhos para sempre.

Nesta história fantástica, o autor Danilo Sarcinelli costura uma trama de intrigas palacianas e segredos macabros que envolverá sem perdão um jovem príncipe que nada mais quer além de viver seu grande amor, mesmo que para isso precise descobrir coisas inimagináveis sobre si e sua família.

“Para quem gosta de uma boa história a la Game of Thrones, Passagem para a Escuridão pode te surpreender positivamente. Uma escrita segura e bem experiente para um autor que começa a publicar seus trabalhos. Os personagens, mesmo em grande número, são muito bem trabalhados pelo autor. O leitor consegue se apegar a cada um deles que recebem bom tempo no palco. Se estiverem procurando por uma fantasia mais pés no chão, este pode ser o seu livro.” – Ficções Humanas

Lobo de Rua, de Jana P. Bianchi

nac3

Raul é um morador de rua, um homem invisível e desgraçado como tantos os outros. Como se sua desgraça não fosse suficiente, Raul contrai a maldição da licantropia, tornando-se um lamentável lobo de rua. Tito Agnelli não compartilha do abandono de Raul, mas conhece muito bem a sensação de ser rasgado por dentro, todos os meses, pela coisa vil que se abriga nele. Assim, compadecido com o sofrimento do recém-transformado, Tito acolhe Raul na Alcateia de São Paulo, extinta até então por falta de lobisomens residentes na Pauliceia. Depois de décadas de contaminação, Tito conhece cada detalhe da maldição que o transforma em lobisomem. Além disso, conhece também a Galeria Creta, um lugar em São Paulo onde ele e outros dos seus são bem vindos nas noites de lua.

Basta pagar o preço.

Lobo de Rua é uma “novella” de cerca de 105 páginas escrita pela autora Jana P. Bianchi que prova que a ficção fantástica nacional pode ser tão original e bem escrita quanto nossos autores internacionais favoritos.. A história funciona como uma introdução para o universo da série A Galeria Creta. E que introdução! A autora nos entrega uma história redonda e muito bem escrita, sem quaisquer defeito aparente que possa ser apontado” – INtocados

O Mundo de Quatuorian Vol.1: Cheiro de Tempestade, de Cristina Pezel 

nac4

Mais de mil anos os separam. Uma profecia os une. Uma revelação ocorrida há mil cento e onze anos pode ser a chave para impedir a deflagração do destino de Quatuorian. O segredo está guardado num templo deste mundo fantástico até um momento futuro em que a profecia anuncia o retorno do Imperador milenar.

O que está escrito no Códice dos Mestres é de importância vital para que Teriva, Vinich e Julenis salvem as quatro terras do mal que se instalou em Quatuorian. O pior, no entanto, ainda estaria por vir.

Uma fantasia envolvente e intrigante, povoada de criaturas fantásticas inseridas num mundo que transborda criatividade e lucidez. O Mundo de Quatuorian nos leva por um mar de aventuras, perigos e reviravoltas. Onde a amizade e a superação ultrapassam barreiras, e o mal espreita em cada esquina. Indicado para todas as idades!

“Uma aventura épica de fantasia repleta de ação e magia onde cada detalhe tem um sentido e cada um tem seu propósito. Esta é a história criada por Cristina Pezel em seu romance O mundo de Quatuorian.” – Attraverso le Pagine

Império de Diamante, de J.M. Beraldo

nac5

Conheça o Império de Diamante : um reino eterno que conquistou e suprimiu várias culturas de Myambe, o continente original da Humanidade. Protegido por um exército com poderes incríveis, o Imperador governa com sabedoria e há quem diga que possa conceder talentos sobrenaturais a quem desejar.

Mas agora sua decadência parece inevitável. Vinte anos após a última conquista, ninguém sabe do Imperador. O governo lentamente abandona as províncias mais distantes à mercê de uma seca avassaladora. O povo implora por socorro, mas não há ajuda.

Em meio à crise, quatro indivíduos com objetivos diferentes acabam envolvidos na trama que pode revelar os segredos deste homem tão poderoso. Neste mundo fantástico baseado nas culturas africanas, o autor J. M. Beraldo explora a construção da História e da crença religiosa através da trajetória desse quarteto. Forçados a depender uns dos outros para alcançar seus propósitos, qual será o papel desse inusitado grupo na história do Império de Diamante?

Império de Diamante é um baita livro, meio curto, confesso, mas intenso como poucos! Eu queria ler sempre mais! Desbravar algo diferente às vezes faz muito bem, e com certeza você sentirá isso enquanto viaja por toda Myambe junto aos quatro personagens principais.” – Desbravando Livros

Limbo, de Thiago d’Evecque

nac6

O Limbo é para onde todas as almas vão após a morte. Além de humanos, deuses esquecidos e espíritos lendários também vagam pelo plano. Muitas almas sabem exatamente onde estão e por que; a maioria, entretanto, ainda tem a impressão de estar viva. A morte é um hábito difícil de se acostumar.

Um dos espíritos residentes no Limbo acorda sem nenhuma lembrança de sua identidade. Ele descobre que a Terra está prestes a ser destruída pelos próprios humanos e fica encarregado de enviar doze almas heroicas de volta. Elas reencarnarão no plano dos homens e tentarão reverter o quadro apocalíptico.

Contudo, poucas almas encaram o retorno com bons olhos. O espírito deve, então, forçá-las. Armado, de preferência. Assim, resolve visitar um velho amigo: Azazel, anjo ferreiro e primeiro escolhido da lista.

O espírito descobre mais sobre quem realmente é, ouve uma versão completamente diferente sobre a rebelião dos anjos e é presenteado com uma surpresa de péssimo gosto.

Limbo mistura elementos e referências de videogames, RPGs, HQs, animes, mangás, filmes, séries e livros. De Lovecraft a Final Fantasy, é uma homenagem às influências que marcaram o autor.

“Thiago d’Evecque usa histórias ambientadas em um mundo imaginado para trazer até nós incoerências e filosofias, tanto as que não se aplicam, mas também que deveriam ser aplicadas no mundo real. E ele consegue fazer isso sem prejudicar as mais caras marcas de sua obra: o humor inteligente e irônico, o entretenimento fluido e a beleza poética de suas palavras tão bem escolhidas. Todas essas características marcantes de Limbo conseguiram me fazer sentir orgulho dos tesouros que nossa literatura guarda.” – Vai Lendo

O Andarilho das Sombras, de Eduardo Kasse

nac7

O Andarilho das Sombras, primeiro livro da Série Tempos de Sangue de Eduardo Kasse, conta uma história instigante de como as escolhas, os caminhos tortuosos e uma maliciosa promessa criaram um grande mal. Harold Stonecross, protagonista do livro, é carismático, sedutor e fatal. Sempre envolto em mistérios enquanto caminha pelas ruelas escuras e imundas das cidades e vilas medievais da Inglaterra, Irlanda e França dos séculos XI e XII.

Toda a narrativa é permeada e entrelaçada com fatos históricos e pessoas reais, com uma visão ficcional sobre o que poderia ter acontecido – ou aconteceu… Uma saga de deuses esquecidos, dogmas e mitos em que Harold narra as passagens da sua longa existência, repletas de conexões com tempos passados, presentes, imemoriais, vida humana e renascimento.

O mundo se tornou o seu palco. Homens, mulheres, nobres ou religiosos, não importa: sempre haverá um rastro de sangue após as cortinas baixarem. Porque as teias do destino há muito tempo foram trançadas… Essa é a vida do homem que, por desespero e na iminência da morte, recebeu um dom e ao mesmo tempo uma maldição… Para ele e para a humanidade.

O Andarilho das Sombras é pleno ao abordar a Idade Média, porém seu grande trunfo está na coragem e criatividade do autor em sempre levar seu personagem principal a conflitos cada vez mais crescentes em termos de dificuldade. Harold Stonecross é um personagem de força extrema e leva o livro para o mesmo patamar.” – Iradex

O Arqueiro e a Feiticeira, de Helena Gomes

nac8

Em um remoto mundo de brumas azuis, a guerra entre dois povos termina com a vitória dos cruéis nergals. Desesperada, Loxian, a rainha dos eloras, ordena a seus três melhores guerreiros o impossível: evitar que os inimigos, liderados por Mudu-za, deixem seu rastro de destruição e morte em civilizações inocentes. A missão, entretanto, fracassa. Milênios depois, em um reino medieval perdido em um planeta chamado Terra, uma jovem Sacerdotisa chega em busca do Herdeiro, o único capaz de deter o terror nergal que agora ameaça a raça humana.

O Arqueiro e a Feiticeira é o primeiro volume da série A Caverna de Cristais, uma das sagas de fantasia/ficção científica pioneiras dentro da promissora literatura fantástica brasileira e se tornou cult entre os amantes de fantasia, ficção científica e RPG. A exclusiva edição eletrônica, incansavelmente revisada pela talentosa autora e dividida em sete volumes, conta com prefácio de Raphael Draccon e apresentação de Rosana Rios.

Helena Gomes tem mais de vinte obras publicadas, foi duas vezes finalista do prêmio Jabuti e teve obras que receberam o selo Altamente Recomendável da FNLIJ.

“Leitura rápida, instigante e instigante. Helena Gomes possui uma escrita cadenciada e se mostra uma excelente construtora de mundos. (…) Recomendado a todos. Desde os que gostam de fantasia mais adulta até os que gostem de jovem adulto. Os traços da história são evolutivos e o que começa jovem termina quase adulto no total. Trama com intrigas, traições, mistérios que envolvem mundos diferentes e uma guerra que atravessa o tempo e o espaço. Fantasia com ficção-científica espetacular. Leiam e se surpreendam!” – Cultivando a Leitura

A Lenda de Materyalis, de Saymon Cesar 

nac9

No princípio dos tempos, as sociedades de Hedoron acreditavam nos mandamentos dos servos de Materyalis, suposto deus criador do Universo e da vida. A lenda diz que a divindade se angustiou ao observar os atos corruptíveis das suas criaturas e atribuiu a si toda a culpa da imperfeição dos povos. Sua consciência atordoada separou sua essência em duas entidades, criadoras de ideologias extremistas que dividiram a crença das sociedades. Assim nasceu a materja, a guerra que visa a consolidação de uma verdade entre todas as raças. Avessa ao propósito da contenda milenar, surge uma sociedade secreta, que busca o único artefato capaz de desvendar o que realmente foi Materyalis e, assim, livrar os povos da dúvida que os condenou aos intermináveis confrontos. Mas, para chegar ao objetivo, é necessário usar a misteriosa aptidão de cinco indivíduos habitantes de Aliank, um reino dominado por contradições que podem apressar a ruína do mundo antes que a verdade sobre Materyalis seja revelada.

“Repleto de diversidade e coisas inéditas, A Lenda de Materyalis tem um toque da Terra Média que me faz lembrar as obras do Tolkien, ou seja, uma leitura incrível e envolvente, com personagens cativantes e misteriosos.” – Livros com Hortelã

Filhos da Lua: O Legado, de Marcella Rossetti 

nac10

Você consegue imaginar que a vida que te ensinaram a viver pode não ser aquela para a qual nasceu? Que tudo o que acredita pode não ser inteiramente verdade? E que existem criaturas conhecidas como trocadores de pele vivendo entre nós?

Em Filhos da Lua: o Legado, você descobre um novo universo de fantasia urbana, tendo como cenário o nosso país. Somos apresentados a uma aventura cheia de mistérios cuja personagem principal é Bianca, uma adolescente que não imagina que sua chegada na cidade desencadearia uma série de acontecimentos capazes de transformar completamente a sua vida e revelar os segredos de um perigoso mundo.

“Uma fantasia juvenil nacional bem original e muito divertida!

Filhos da Lua: O Legado, da autora Marcella Rossetti, tem uma narrativa simples e despretensiosa, mas uma história criativa, original e empolgante! Apesar do livro ser bem extenso, terminei a leitura em alguns dias de férias, movida pelos vários acontecimentos da história.” – INtocados

 

 

 

 

2 pensamentos

Deixe uma resposta