Pré-vendas da 1ª quinzena de Outubro/2017 – Literatura Fantástica e HQ’s

Confira o resumo dos melhores títulos nos gêneros de fantasia, ficção científica e quadrinhos em pré-venda na primeira quinzena de outubro:

O Mundo de Gelo e Fogo – George R.R. Martin, Elio M. García Jr, Linda Antonsson

pre23

“Tudo o que você sempre quis saber sobre Westeros! A saga dos personagens de “As Crônicas de Gelo e Fogo” não começou com as disputas pelo trono de ferro. Este guia inédito e ricamente ilustrado reúne um amplo material que atravessa a Era da Aurora e a Era dos Heróis; se inicia com os filhos da floresta, a vinda dos Primeiros Homens até a chegada de Aegon, o Conquistador; o estabelecimento do Trono de Ferro, por Aegon, até a Rebelião de Robert e a queda do Rei Louco, Aerys II Targaryen, além de trazer informações e detalhes preciosos sobre todas as casas dos Sete Reinos. Esta edição de luxo traz também um pôster exclusivo com a árvore genealógica das principais famílias de Westeros – Stark, Tully, Arryn, Greyjoy, Lannister, Martell, Tyrell, Baratheon e Targaryen – e seus cruzamentos.”

O Navio Arcano – Robin Hobb 

pre24

“Uma das mais celebradas e cultuadas autoras contemporâneas de literatura fantástica, Robin Hobb, autora da “Saga do Assassino”, retorna ao universo ficcional conhecido como Reino dos Antigos numa nova trilogia, “Os Mercadores de Navios-Vivos”. Nesse primeiro volume, O navio arcano, Robb faz referências a clássicos como Moby Dick e Mestre dos mares para conduzir o leitor por uma aventura marítima repleta de magia, contando a história de um orgulhoso grupo de famílias que navega por mares bravios repletos de piratas e serpentes, a bordo do seu protagonista: os seus navios-vivos – embarcações raríssimas e mágicas feitas de madeira-arcana, capazes de adquirir vida própria. Com personagens muito bem caracterizados, tanto física quanto psicologicamente, Robin Hobb tece uma trama envolvente e complexa, que seduz o leitor a cada página.”

Kindred: Laços de Sangue – Octavia E. Butler

pre28

“Em seu vigésimo sexto aniversário, Dana e seu marido estão de mudança para um novo apartamento. Em meio a pilhas de livros e caixas abertas, ela começa a se sentir tonta e cai de joelhos, nauseada. Então, o mundo se despedaça.

Dana repentinamente se encontra à beira de uma floresta, próxima a um rio. Uma criança está se afogando e ela corre para salvá-la. Mas, assim que arrasta o menino para fora da água, vê-se diante do cano de uma antiga espingarda. Em um piscar de olhos, ela está de volta a seu novo apartamento, completamente encharcada. É a experiência mais aterrorizante de sua vida… até acontecer de novo. E de novo.

Quanto mais tempo passa no século XIX, numa Maryland pré-Guerra Civil – um lugar perigoso para uma mulher negra –, mais consciente Dana fica de que sua vida pode acabar antes mesmo de ter começado.”

Magnus Chase e os Deuses de Asgard: O Navio dos Mortos – Rick Riordan

pre25

“Nos dois primeiros livros da série, Magnus Chase, o herói boa-pinta que é a cara do astro de rock Kurt Cobain, ex-morador de rua e atual guerreiro imortal de Odin, precisou sair em algumas jornadas árduas e desafiar monstros, gigantes e deuses nórdicos para impedir que os nove mundos fossem destruídos no Ragnarök, o fim do mundo viking. Em O navio dos mortos, Loki está livre da sua prisão e preparando Naglfar, o navio dos mortos, para invadir Asgard e lutar ao lado de um exército de gigantes e zumbis na batalha final contra os deuses.

Desta vez, Magnus, Sam, Alex, Blitzen, Hearthstone e seus amigos do Hotel Valhala vão precisar cruzar os oceanos de Midgard, Jötunheim e Niflheim em uma corrida desesperada para alcançar Naglfar antes de o navio zarpar no solstício de verão, enfrentando no caminho deuses do mar raivosos e hipsters, gigantes irritados e dragões malignos cuspidores de fogo. Para derrotar Loki, o grupo precisa recuperar o hidromel de Kvásir, uma bebida mágica que dá a quem bebe o dom da poesia, e vencer o deus em uma competição de insultos. Mas o maior desafio de Magnus será enfrentar as próprias inseguranças: será que ele vai conseguir derrotar o deus da trapaça em seu próprio jogo?”

Corte de Asas e Ruína – Sarah J. Maas

pre26

Em Corte de Asas e Ruína a guerra se aproxima, um conflito que promete devastar Prythian. Em meio à Corte Primaveril, num perigoso jogo de intrigas e mentiras, a Grã-Senhora da Corte Noturna esconde seu laço de parceria e sua verdadeira lealdade. Tamlin está fazendo acordos com o invasor, Jurian recuperou suas forças e as rainhas humanas prometem se alinhar aos desejos de Hybern em troca de imortalidade. Enquanto isso Feyre e seus amigos precisam aprender em quais Grãos-Senhores confiar, e procurar aliados nos mais improváveis lugares. Porém, a Quebradora da Maldição ainda tem uma ou duas cartas na manga antes que sua ilha queime.”

“Em meio à guerra, é seu coração que enfrentará a mais árdua das batalhas. O terceiro volume da série best-seller Corte de Espinhos e Rosas, da mesma autora da saga Trono de vidro.

O Conto de Slither – Joseph Delaney

pre27

“O décimo primeiro volume da série As Aventuras do Caça-feitiço

Longe de Wardstone, uma nova escuridão está crescendo. Slither é um mago de haizda que, para alimentar seus impulsos, ataca humanos, entrando sorrateiramente em sua casa para beber o sangue deles enquanto dormem. Quando um fazendeiro local morre, Slither quer devorar suas adoráveis filhas, mas o fazendeiro propôs um acordo: em troca de deixar suas filhas mais novas em segurança, Slither pode ficar com a mais velha, Nessa, para fazer o que desejar com ela. Assim, ele extrai de Slither uma promessa que o levará em uma viagem até a Cidade da Árvore Petrificada, a uma poderosa pedra-estrela caída e direto para o caminho de Grimalkin, a feiticeira assassina.”

Underground Airlines – Ben H. Winters

pre29

Em Underground Airlines, Ben H. Winters, também autor da trilogia O Último Policial, conta uma história ambientada numa realidade alternativa em que os Estados Unidos não passaram pela guerra civil e os estados de Mississipi, Alabama, Louisiana e Carolina do Sul permanecem separados do norte do país e vivendo de mão de obra escrava.

Na trama, Victor é uma espécie de “capitão do mato”, um ex-escravo que trabalha rastreando escravos fugitivos e devolvendo-os a seus donos. Ao mesmo tempo, porém, em que opera a favor do status quo, ele age sob uma agenda própria.

A partir desse personagem contraditório e aludindo às “underground railroads”, rotas clandestinas pelas quais os escravos americanos fugiam para o norte abolicionista ou para o Canadá, Underground Airlines é um ótimo entretenimento e também uma provocação à sociedade americana com suas questões raciais, econômicas e políticas.”

Gaiman Jovens 1 (Caixa ) – Neil Gaiman

pre30

“Coraline acaba de se mudar para um apartamento num prédio antigo. Seus vizinhos são velhinhos excêntricos e amáveis que não conseguem dizer seu nome do jeito certo, mas encorajam sua curiosidade e seu instinto de exploração. 

Um jovem rapaz promete trazer para sua amada uma estrela cadente e, por conta disso, envolve-se em uma série de aventuras, já que, para cumprir o que disse, precisa atravessar um reino mágico com bruxas, muitos feitiços e personagens fantásticos.

Eis a trama do conto de fadas moderno O mistério da estrela – Stardust, do cultuado escritor e quadrinista inglês Neil Gaiman, autor do premiado juvenil Coraline e do infantil Os lobos dentro das paredes.”

Coraline; O Mistério da Estrela.

Gaiman Jovens 2 (Caixa ) – Neil Gaiman

pre34

“Primeira HQ do catálogo da Rocco, Coraline – Graphic Novel apresenta a sombria trama da menina que todos insistem em chamar de “Caroline” com tintas mais juvenis. Na adaptação de Russel, a protagonista ganhou um ar mais teen, mas sua história continua tão assustadora e fascinante quanto na versão original.

Enquanto seus pais e irmã são impiedosamente assassinados por um misterioso homem chamado Jack, um bebê consegue escapar de seu berço e se aventurar pelo mundo. Uma série de coincidências, aliada a uma grande dose de sorte, salva o pequeno de ter um destino tão trágico quanto o de sua família. Este é o cartão de visitas de O livro do cemitério, do cultuado britânico Neil Gaiman.”

Coraline (Graphic Novel); O Livro do Cemitério.

A Ascensão do Mal – Danielle Paige

pre32

“Segundo volume da série Dorothy Tem que morrer.

“Meu nome é Amy Gumm – e eu sou a outra garota do Kansas”. Depois que um tornado destruiu o estacionamento de trailers onde eu morava, acabei indo parar em Oz. Mas não era a Oz que eu conhecia dos livros e filmes.

Dorothy tinha retornado, mas agora era uma ditadora implacável. Glinda não podia mais ser chamada de Bruxa Boa. E as bruxas do mal que sobraram? Uniram forças para criar a Ordem Revolucionária das Malvadas e queriam me recrutar.

Minha missão? Matar Dorothy.

Só que minha tarefa de assassina não saiu conforme planejado. Dorothy ainda está viva. A Ordem desapareceu. E o lar que eu tanto queria deixar para trás pode estar em perigo.

De algum jeito, numa terra distorcida e dividida, preciso encontrar a Ordem, proteger a verdadeira soberana de Oz, derrotar Dorothy e seus capangas – e tentar descobrir o que eu realmente estou fazendo aqui. Mas, num lugar onde a linha entre o bem e o mal se desloca de acordo com a rajada do vento, em quem afinal eu posso confiar? E quem é realmente do mal?”

O Portal do Dragão – Barry Wolverton

pre33

“Uma pedra preciosa mágica e um mapa esculpido em osso podem ser as chaves para um mistério ainda maior… Depois de enfrentar os sete mares para encontrar o tesouro da Ilha Perdida, Mouse está decidida a seguir as indicações do mapa até um lugar chamado “Portal do Dragão”, convencida de que vai encontrar a explicação de sua origem e seus poderes. Bren, por outro lado, acredita que já viveu aventuras suficiente, e só deseja voltar para sua família em Map. Mas nada segue de acordo com o plano quando os sobreviventes do Albatroz são resgatados por Lady Jean Barret, uma arqueóloga carismática em busca de artifatos misteriosos.”

“Segundo livro da série As Crônicas da Tulipa Negra.

Black Hole – Charles Burns

pre31

“Terror existencialista em preto e branco.

Vencedor do Eisner Award de Melhor Álbum de 2006 e de nada menos que nove Harvey Awards e outros dois Ignatz Awards, além do prêmio Les Essentiels d’Angoulême (2007), Black Holeé a mais importante graphic novel de Charles Burns. Publicada de forma seriada durante uma década, foi reunida em 2005 para aclamação mundial e reforçou o lugar do artista como o mestre dos quadrinhos independentes de horror. Agora, orgulhosamente inaugura a publicação de clássicos dos quadrinhos pela DarkSide Graphic Novel. 

Black Hole se passa nos arredores de Seattle, extremo noroeste dos Estados Unidos, em meados da década de 1970, quando uma praga inominável e traiçoeira se alastra entre os adolescentes locais através do contato sexual e parece não poupar ninguém. Ela se manifesta de maneira diferente em cada um dos infectados — enquanto alguns apresentam apenas manchas na pele, algo sutil e fácil de ocultar, outros se transformam em grotescas aberrações, vagas lembranças do que foram um dia. E uma vez que você foi contaminado, não há mais volta. Para estes seres monstruosos, não há alternativa além do auto-exílio em acampamentos precários, na floresta que circunda a região. Conforme vamos nos familiarizando com os diversos protagonistas da história — garotos e garotas que foram infectados, outros que não foram e aqueles que estão prestes a ser —, o clima de horror, delírio e insanidade toma conta dos adolescentes. 

Black Hole apresenta um retrato soberbo e inquietante da alienação dos tempos colegiais, repleto de selvageria e crueldade e hormônios à flor da pele, que dialogam com a angústia, o tédio e as necessidades mais profundas de nossa própria aceitação que dominam essa época da vida. Hipnótico e aterrador, a graphic novel que consagrou Charles Burns transcende seu gênero ao explorar com habilidade um momento cultural específico americano, quando não era mais bacana ser hippie, e David Bowie ainda era um pouco estranho para estes jovens, a liberdade sexual começava a se transformar em um pesadelo e a vida adulta cobrava o seu preço pelos traumas reais da infância — traumas da perda e da sensação de absurdo existencial.”

Star Wars: A Guerra nas Estrelas – J.W. Rinzler

pre35

“Esta é a adaptação do primeiro esboço do roteiro original de George Lucas para o que viria a se tornar Star Wars. Mas esta galáxia distante de muito tempo atrás é diferente daquela que você viu nos filmes. Prepare-se para altas aventuras e duelos de espadas laser, Cavaleiros Jedi, Cavaleiros Sith, uma familiar princesa Leia, um Han Solo muito diferente e uma batalha para derrotar um Império maligno! Incluindo o guia oficial para uma galáxia diferente — o caderno de esboços para o making of de Star Wars: A Guerra nas Estrelas! — um storyboard conceitual aprovado pelo próprio George Lucas para a adaptação da obra!

Este volume de 228 páginas inclui as edições 0 a 8 de The Star Wars.”

O Diário de Anne Frank em Quadrinhos – Ari Folman, David Polonsky

pre36

“Um dos livros mais lidos do mundo agora chega ao Brasil em sua primeira edição oficial em quadrinhos, autorizada pela Anne Frank Fonds Basel 

O diário de Anne Frank foi publicado pela primeira vez em 1947 e faz parte do cânone literário do Holocausto. E agora, pela primeira vez, vem à luz esta edição em quadrinhos. O roteirista e diretor cinematográfico Ari Folman e o ilustrador David Polonsky demonstram com essa adaptação a dimensão e a genialidade literárias da jovem autora. Eles tornam visual o contemporâneo documento histórico de Anne Frank e traduzem o contexto da época no qual foi escrito. Baseada na edição definitiva do diário, autorizada por Otto Frank, pai de Anne – um dos livros mais vendidos do mundo, publicado no Brasil pela Editora Record –, esta versão em quadrinhos torna tangível o destino dos oito habitantes do Anexo durante seus dias no esconderijo.”

O Velho e o Mar – Thierry Murat

pre7

“Havia tempos que Santiago não pescava um só peixe. Sozinho, sem a companhia de seu melhor amigo — um menino que o ajudava e que muito o estima —, o velho pescador rema mar adentro e se vê cercado por água cristalina e animais marinhos. Até que fisga um peixe especial: o peixe que mudaria sua vida. Dias se passam enquanto a batalha dos dois é travada. Apesar dos sonhos e pensamentos que transcorrem em meio à solidão do alto-mar, o pescador não esmorece. Essa é a história de um homem de mãos calosas cuja crença em si mesmo é a única coisa que importa. 

Nessa adaptação do clássico indiscutível de Ernest Hemingway, Thierry Murat propõe uma versão personalíssima da obra, em que o despojamento e a contenção de seu estilo combinam admiravelmente com a deriva solitária do velho pescador.”

 

 

Deixe uma resposta