Pré-vendas da 1ª quinzena de Outubro/2017 – Não-Ficção

Confira o resumo dos melhores títulos de não-ficção em pré-venda na primeira quinzena de outubro:

Manhã com Deus – Pe. Reginaldo Manzotti

pre1

“Padre Reginaldo Manzotti, fenômeno da evangelização no Brasil, foi o responsável por aproximar inúmeros corações da fé. Com este livro, primeiro devocional do autor, suas palavras inspiradoras podem enfim nos acompanhar em cada dia do ano. Trazendo-nos 365 reflexões inspiradoras, estas páginas são um novo convite para sentirmos a presença de Deus a todo instante. Manhã com Deus não é uma obra para ser esquecida na prateleira, e sim uma companhia que iluminará nossos caminhos com a luz do Senhor.”

Vidas Muito Boas – J.K Rowling

pre2““Como podemos aproveitar o fracasso?” “Como podemos usar nossa imaginação para melhorar a nós e os outros?”. J.K. Rowling responde essas e outras perguntas provocadoras em Vidas muito boas, versão em livro do famoso discurso de paraninfa da autora da série Harry Potter na Universidade de Harvard, que chega às livrarias brasileiras no dia 7 de outubro. Baseado em histórias de seus próprios anos como estudante universitária, a autora mundialmente famosa aborda algumas das mais importantes questões da vida com perspicácia, seriedade e força emocional. Um texto cheio de valor para os fãs da escritora e surpreendente para todos que buscam palavras inspiradoras.”

Tudo Aquilo Que Nos Une – Justin Trudeau

pre3

“Justin Trudeau, o primeiro-ministro canadense, é um líder que se impõe pela simplicidade, solidariedade às minorias e capacidade de conduzir uma nação que proporciona, hoje, uma das melhores qualidades de vida em todo o mundo, graças a investimentos em educação, saúde e segurança pública e ao foco na estabilidade econômica do país. 

Na autobiografia Tudo aquilo que nos une, Trudeau revela como os acontecimentos de sua vida o influenciaram e originaram os ideais a que se dedica atualmente. A partir delas é possível compreender como o político encontrou sua própria voz e consolidou a compreensão acerca da força do Canadá e de sua promessa como nação. 

Com histórias comoventes e fotografias dos momentos mais importantes da trajetória de Trudeau, Tudo aquilo que nos une é um relato íntimo e franco da vida do primeiro-ministro, que inspira o leitor a seguir um modelo de luta por um país mais justo e igualitário, com crescimento econômico consistente e uma postura pacífica diante dos conflitos internacionais.”

Nós Somos a Mudança Que Buscamos – E. J. Dionne Jr., Joy-Ann Reid

pre4

“Reunindo 27 dos seus melhores discursos, Nós somos a mudança que buscamos é um livro tocante e contundente que nos permite ter contato com a essência do pensamento do ex-presidente 

Barack Obama entrou para a história dos Estados Unidos da América por muitos motivos, entre eles, ser o primeiro presidente negro de um país que registou uma das mais longas e infames segregações raciais do planeta e por sua eloquência comparada a poucos dos seus antecessores. 

Impulsionado pela própria capacidade de mudança e capaz de persuadir outros tantos a mudar, Obama marcou uma era de ressignificação do ideal americano e busca por um mundo mais justo e igualitário. Seus discursos são um convite para a esperança em um contexto atribulado que só será transformado com a firme crença na melhora e pelo desejo de mudança vivo em cada um de nós.”

Diários de Raqqa – Vários Autores

pre5

Diários de Raqqa conta a história real de Samer – pseudônimo do autor –, hoje jurado de morte pelo Estado Islâmico por ter feito este diário chegar até as mãos de milhares de leitores ao redor do mundo. 

Aos vinte anos, Samer – um jovem universitário apaixonado, com uma família unida e muitos amigos – está comemorando seu primeiro emprego. A vida não poderia ser mais luminosa – até o dia em que o Estado Islâmico toma a cidade onde ele vive. Impotente diante da violência e das restrições que lhe tiram a liberdade e ceifam várias das pessoas que Samer mais ama, ele começa a preencher as páginas de um diário com tudo que vê e sente.

Seu relato sincero e contundente – que o jovem consegue enviar em trechos para um repórter da BBC, através de uma conexão clandestina de internet – é um documento indispensável para que o mundo entenda, de uma vez por todas, os perigos do extremismo.”

A Conquista de Berlim – Vassily Tchuikov

pre6

“Conhecemos muitos relatos sobre a Segunda Guerra Mundial e uma parte deles é sobre o que aconteceu após o dia D, com a vitória dos Aliados sobre os alemães. Mas, até agora, não dispúnhamos de uma obra que desse um testemunho sobre como a guerra foi vencida pelos soviéticos.

O Marechal Tchuikov, autor deste livro extraordinário que finalmente chega aos leitores brasileiros, foi um dos maiores heróis da União Soviética. Sob a liderança dele os soviéticos venceram os inimigos em Berlim, onde destruíram o que restava do Terceiro Reich e levaram o líder nazista ao suicídio.

Este não é um livro de um historiador, um jornalista, um intelectual. Tchuikov era um soldado, um militar de campo, desses que precisavam sentir o ruído da batalha. Assim, ele descreve em detalhes as táticas militares, os armamentos e sua visão sobre o inimigo. Escrita em plena Guerra Fria, esta obra traz um relato vivo e apaixonado da vitória soviética sobre os nazistas, do ponto de vista de um dos seus protagonistas.”

Paz e Guerra Entre as Nações – Raymond Aron

pre7

Paz e guerra entre as nações foi comentado e amplamente debatido e não apenas na França. Na Alemanha, o fez o conhecido jurista Carl Schmitt (1888/1985) e também outros estudiosos, tendo sido, naquele país, comparado à obra Da guerra, de Clausewitz.

A propósito da tradução inglesa, em artigo no New York Times, Henry Kissinger afirmou que consistia num livro ‘profundo, civilizado, brilhante e difícil’. A obra tornou-se um clássico por não se tratar de livro meramente informativo, mas, sobretudo, por ser formativo.

Parodiando o que disse Aron, estudiosos das relações internacionais, em especial aqueles que se destinam à carreira diplomática, do mesmo modo que as pessoas, na carreira militar, que ascendem aos postos mais altos, não podem furtar-se ao dever de debruçar-se sobre o texto em questão, notadamente porque não se destina a ser lido, mas estudado.”  – Antônio Paim

A Verdade Sobre a Tragédia dos Romanov – Marc Ferro

pre8

“Em um relato emocionante, Marc Ferro refuta um verdadeiro tabu da história e lança luz sobre um dos maiores mistérios do século XX.

Na noite de 16 para 17 de julho de 1918, na região dos Urais, o tsar Nicolau II, sua esposa e seus filhos – Olga, Tatiana, Maria, Anastásia e Alexei, o tsarévitche – foram executados pelos bolcheviques. Marc Ferro, porém, jamais acreditou nessa versão oficial. 

Com base em documentos, e com o rigor dos grandes historiadores, ele questiona o assassinato dos Romanov. Juízes e testemunhas subitamente mortos ou executados, documentos truncados, peças do dossiê de instrução subutilizadas e testes de DNA controversos o colocam diante de uma hipótese inconfessável e sacrílega: a tsarina e suas filhas teriam sido salvas graças a um acordo secreto entre bolcheviques e alemães, a partir do qual – e para sempre – elas deveriam se calar sobre terem sobrevivido. Somente o destino do tsarévitche Alexei permaneceria desconhecido, por falta de fontes.

Por que o Brasil É Um País Atrasado? – Luiz Philippe de Orleans e Bragança

pre9

“Por que o Brasil é um país atrasado?, livro de estreia do ativista político, empresário e descendente da família real Luiz Philippe de Orleans e Bragança, revela a construção de um Estado autocrático e interventor, fato que atingiu seu ápice com a Constituição de 1988.

No decorrer da obra, o autor aborda os motivos – a partir de uma revisão de princípios universais que estiveram sufocados pelas narrativas que servem aos governos e à burocracia de Estado – pelos quais a nação se encontra mais uma vez em uma situação de decadência política, institucional e econômica.

Acessível a todo e qualquer leitor, mesmo aqueles sem conhecimento prévio de teorias políticas e econômicas, Por que o Brasil é um país atrasado? presta um serviço à sociedade brasileira ao combater a desinformação e mitos. Informa aos diversos segmentos da sociedade quais são as bandeiras legítimas na construção e defesa de um Estado de Direito moderno e de sucesso. No Brasil pós segundo impeachment da Nova República, trata-se de uma obra essencial para entender nosso país e as estruturas que causam nossa instabilidade.”

A Elite do Atraso – Jessé Souza

pre10

 “Numa época em que a questão das desigualdades racial e social estão, mais do que nunca, no centro de cena – dos grandes veículos de comunicação aos comentários nas redes sociais e até mesmo nas conversas das mesas de bar, onde todos parecem ter uma ideia muito bem definida do que é capaz de construir um país ideal –, o sociólogo Jessé Souza escancara o pacto dos donos do poder para perpetuar uma sociedade cruel forjada na escravidão. Esse é o pilar de sustentação de nossa elite, A Elite do Atraso.

Depois da polêmica aberta pela obra  e da contundência exposta em A Radiografia do Golpe, o autor apresenta obra surpreendente, forte, inovadora e crítica na essência, com um texto aguerrido e acessível. A Elite do Atraso é um livro para ser apoiado, debatido ou questionado – mas será impossível reagir de maneira indiferente à leitura contundente de Jessé Souza a ideias difundidas na academia e na mídia.”

Estado Pós-Democrático – Rubens R.R. Casara

pre11

“Este é um livro essencial, que submete a realidade brasileira a uma crítica rigorosa e esclarece de que maneira a população e as agências estatais, com especial destaque para o Poder Judiciário, acabam sendo manipuladas para o beneficio de um pequeno e privilegiado grupo. 

Em Estado Pós-Democrático, Rubens R R Casara levanta a hipótese de que a lógica neoliberal minou as estruturas do Estado Democrático de Direito. Em favor do lucro, do mercado e da circulação do capital financeiro, desapareceriam os limites ao exercício do poder e à onipotência das elites. 

Os impactos dessa mudança são sentidos não apenas no campo jurídico, mas também na sociedade, que, progressivamente, passa a naturalizar a opressão e o afastamento dos direitos fundamentais. 

Segundo Marcia Tiburi: “É a partir da premissa do ‘falso caráter extraordinário do momento’ que Rubens Casara, autor deste livro mais do que necessário à compreensão de nossa época, nos chama a pensar sobre o sentido da própria democracia nas condições do mercado, substituto da noção de vida no contexto da razão neoliberal.””

A Vantagem Humana – Suzana Herculano-Houzel

pre12

“Elefantes têm cérebros maiores que os humanos. Então por que somos mais inteligentes? Remontando ao homo erectus, que viveu há um milhão e meio de anos, a neurocientista brasileira Suzana Herculano-Houzel demonstra sua instigante tese de que o desenvolvimento extraordinário do cérebro humano não foi um desvio excepcional na evolução das espécies, mas uma decorrência da prática exclusivamente humana de se cozinhar os alimentos.”

Deixe uma resposta