Resenha: As Brigadas Fantasma – John Scalzi

Sinopse: “Na continuação do premiado livro Guerra do Velho, a tenente Jane Sagan descobre uma armadilha sendo tramada contra a humanidade e um plano para a subjugação e a erradicação de sua espécie inteira. É um genocídio planejado detalhadamente com base na cooperação, até então inédita, entre três raças. E um ser humano. Para lidar com essa trama, as Brigadas Fantasma, com soldados que já nascem com o propósito de proteger a raça humana, precisam entrar em ação. Passando por conflitos de identidade, mas com um forte senso de companheirismo, esses soldados serão liderados por Jane Sagan, que precisa impedir uma guerra entre espécies enquanto lida com um fato preocupante: em meio a suas fileiras, pode haver um traidor. Com a escrita dinâmica, leve e inteligente característica de John Scalzi, As Brigadas Fantasma discute questões éticas e de identidade enquanto envolve o leitor na história de uma grande conspiração política e bélica.”

brigadas

As Brigadas Fantasma é o segundo volume de Guerra do Velho, série de ficção científica do autor John Scalzi. Embora seja a continuação imediata do livro que dá nome à série, Brigadas tem foco em um outro grupo de personagens, com a participação de alguns coadjuvantes presentes em seu antecessor. Essa característica, apesar de permitir que sejam lidos de forma independente, conecta os eventos ocorridos em Guerra do Velho de forma que entender todo o contexto do universo criado por Scalzi só é possível com a leitura de ambos.

A história começa com a descoberta de uma aliança entre três raças alienígenas com o intuito de aniquilar a raça humana. Essa união extraterrestre conta com a ajuda de um traidor das Forças de Defesa Colonial, Charles Boutin, cientista especialista em transferência de consciência. Quando descobrem que Boutin forjou a própria morte, os generais decidem utilizar o próprio trabalho do cientista para descobrir suas verdadeiras intenções. Para esse fim decidem clona-lo e transferir sua consciência para o clone. Assim surge Jared Dirac, soldado das Forças Especiais.

As Forças Especiais, também conhecidas como Brigadas Fantasma, são combatentes criados através da combinação do DNA de humanos mortos e outras raças alienígenas. Essas modificações genéticas permitem que seus soldados desenvolvam habilidades muito superiores a um militar comum. Ainda mais, a tecnologia permite que os soldados de suas fileiras já nasçam adultos, pois não há tempo hábil para se perder esperando que amadureçam. As Forças Especiais são utilizadas apenas nas missões mais perigosas e repulsivas.

brigadas3

Depois de seu “nascimento”, Jared é colocado sob o comando da Tenente Jane Sagan, personagem importante de Guerra do Velho. Sagan tem ressalvas contra o seu novo comandado devido à sua origem duvidosa, mas decide trata-lo como um membro qualquer de seu esquadrão enquanto esperam para ver se ele irá manifestar as memórias ou conhecimento de Boutin.

A escrita de Scalzi continua incrível nesse segundo volume. É fácil entender porque ele é um dos mais bem-sucedidos autores de ficção científica da atualidade. As páginas voam e a leitura não se torna cansativa, apesar das explicações científicas sobre o processo de criação dos soldados terem se prolongado além do necessário.

brigadas2
O diferencial entre As Brigadas Fantasma e Guerra do Velho é o carisma de seu protagonista. Embora os conflitos existenciais de Jared sejam mais profundos, John Perry tem um personalidade magnética que conquista o leitor instantaneamente. O autor tenta compensar isso com um elenco de personagens secundários como a própria Jane Sagan e o cientista alienígena Cainen, dono dos melhores diálogos da história.

Considero Guerra do Velho superior, mas nada que abale a qualidade de sua continuação. Brigadas expande consideravelmente o conhecimento do autor sobre o universo da série, ao mesmo tempo que lida com questões bem sérias sem perder o clima de ação do livro anterior. Espero realmente que Scalzi tenha vindo para ficar e que todo o seu catálogo seja publicado no Brasil.

2 pensamentos

  1. Olá, ótima resenha! Estou bastante ansiosa para ler esse livro, porque adorei Guerra do Velho. Porém, já vi bastante gente comentando que ele realmente é inferior ao primeiro, principalmente por causa do protagonista.

Deixe uma resposta